Vagas de garagem em condomínio: entenda o que é ou não permitido

Vagas de garagem em condomínio: o que é ou não permitido

Ah, as vagas de garagem em condomínio: tão desejadas e, ao mesmo tempo, tão odiadas.

E não é por menos. As vagas de garagem em condomínio estão sempre entre os itens com mais reclamações por parte dos moradores e condôminos, gerando até alguma confusão em casos específicos.

No post de hoje, preparamos as principais dicas para que você tire de letra este assunto e saiba as regras sobre vagas de garagem e estacionamentos em condomínio. Você vai ver que, depois de ler, muitas coisas serão esclarecidas. Vamos lá?

Vagas de garagem em condomínio coletivas ou individuais: qual a diferença?

O primeiro ponto é simples, porém, muito importante. Isso porque enquanto as vagas coletivas, que também podem ser chamadas de rotativas, não possuem dono nem veículo propriamente designado, a vaga individual (ou privativa) é própria para cada apartamento.

Ou seja, se você vai morar em um condomínio com vaga rotativa, pode parar em qualquer vaga livre. Já em condomínios com vagas individuais, você deve estacionar o seu veículo sempre no local indicado no contrato.

Aluguel, venda ou empréstimo de vagas de garagem em condomínio

Outro assunto que gera bastante discussão é o aluguel, venda ou até mesmo o empréstimo das vagas de garagem. Essa questão cabe ao regimento interno do condomínio. Isso acontece porque, via de regra, as vagas de garagem são consideradas áreas comuns, com direito de uso de cada apartamento.

Portanto se o seu condomínio permitir, você poderá, sim, alugar ou ceder a sua vaga, mas é importante ter certeza que a prática é permitida, ok?

Também é importante lembrar que essas dicas se referem apenas para moradores do condomínio, já que  a Lei Federal 12.607 proíbe a venda ou aluguel de vagas de estacionamento para não moradores.

Achou que as vagas de garagem em condomínio também serviam como depósito? Achou errado! 

O depósito de móveis e objetos nas vagas de garagem também é motivo de polêmica. Em termos gerais, as vagas são para guardar veículos e, portanto, não é local para depósito, salvo se isso for previsto em assembleia e constar no regimento do condomínio.

Uma boa alternativa são os hobby-boxes, ou armários colocados em locais estratégicos com a finalidade única de ser um depósito para os condôminos. No entanto, isso também deve constar no regimento interno. 

Ou seja, se você acha que no seu prédio seria interessante a instalação de um local próprio para depósito de materiais, leve a ideia para uma reunião ou assembleia de condomínio.

Vai receber visita? Fique atento às regras para vagas de garagem em condomínio para visitantes. 

Se o seu condomínio tem vagas específicas para visitantes, vale a pena ficar atento às regras. Na maioria dos casos, há um limite de tempo para que o carro do seu visitante permaneça na vaga, que pode variar de acordo com a realidade do condomínio, da cidade e do que foi decidido pela assembleia dos condôminos. 

Vagas de garagem em condomínio para motos e bicicletas

De novo, este é um assunto para as regras do condomínio. Existem prédios que possuem estacionamento próprio para motos e, também, bicicletários. Caso o seu prédio em questão não possua, procure saber se é possível utilizar a sua vaga para estacionar sua moto junto do seu carro, ou sua bicicleta, e assim por diante. Lembre-se que, apesar de burocráticas, essas regras garantem o bom funcionamento do condomínio e a segurança de todos os moradores.

Esperamos que essas dicas tenham lhe ajudado a entender um pouco mais sobre as vagas de garagem em condomínio. Se você tem alguma dúvida ou sugestão, deixe nos comentários! Vamos ficar muito felizes em ouvir a sua opinião.
Até o próximo post!